08 abril 2014

Capítulo 3- A Thousand Years| 3° temp.- Está tudo certo


SeuNome Pov's

Já era de madrugada e os meninos já haviam ido. Eu estava preocupada e curiosa ao mesmo tempo. O que será que eles estão fazendo? Como eles estão lidando com isso? Nada pode acontecer com eles, não mesmo. Só me resta esperar para o grande dia. 


Harry Pov's

algumas horas atrás 

Demorou, mas chegamos. É uma mansão branca, aparentemente velha e caindo aos pedaços. Muitas árvores estão ao seu redor e se uma pessoa distraída passar por aqui provavelmente não vai vê-la. 

Liam- Então é aqui?
Harry- Sim. 
Zayn- Parece cena de filme de terror. 
Liam- Talvez seja um- disse dando alguns passos.- Vocês vêm? 

O seguimos e eu estava com certo receio. Nunca tinha visto muitos vampiros juntos e também não sei como é o estilo de vida deles. 
Já de longe podíamos escutar vozes. Zayn me encarou e bateu na porta com aquelas coisas antigas, e eu não sei dizer o nome pois nunca havia visto algo assim antes. 
Rapidamente, alguém abriu a porta. Ficamos sérios, não demos um pio. O homem nos encarou e assentiu, dando passagem para entrarmos. Pisamos naquela enorme sala e fiz esforço pra não parecer tão apreciado com aquilo. Com tantos vampiros que tinha ali, acho que nem perceberam que não estávamos ali antes. 
Eu e o Liam nos separamos de Zayn e seguimos alguns vampiros. Paramos em um lugar aberto, com muitas árvores em volta (também) e uma enorme porta de madeira, já podre. Presumi que era ali que ficavam os anjos, pois eu ouvia tosses e batidas. 

Liam- Nós que vamos ficar aqui agora- os outros vampiros nos olharam. 
-Tem certeza?
Liam- Sim- eles nos encararam por alguns segundos e logo saíram dali, falando algumas coisas como "finalmente, não aguentava mais aquilo". Olhei pro Liam e sorri, então eu falei o mais baixo possível. 
Harry- Fica aqui na porta que eu vou lá dentro resolver as coisas- ele assentiu. 

Fiz um pouco de força pra abrir a porta e logo quando consegui, vi o quão grande aquele lugar era. Haviam muitas celas grandes e com anjos em grande quantidade dentro. O corredor era largo e extenso, pensei que nunca chegaria ao final. Anjos com as asas para fora, quase sem penas, sangrando estavam jogados no chão. Alguns, mortos. Ver aquilo me assustou, pois eu realmente não tinha nada contra esses seres. 
Procurei por Ercos e Zion desesperadamente, até que, na última cela, eu os vi. Fiquei de frente á eles, mas logo me agachei. 

Harry- Vocês são Ercos e Zion?- eles se entreolharam, curiosos, mas eu podia ver o sorriso no rosto deles. 
-Sim, eu sou o Zion e ele o Ercos. 
Ercos- E você deve ser a a ajuda que a minha filha está chamando. 
Harry- É, sou eu. 
Zion- Um vampiro? 
Harry- Eu não sou como os outros. Aliás, a SeuNome mandou eu e mais dois vampiros para ajudar com o plano. 
Ercos- Acho que já entendi. Vocês são infiltrados. 
Harry- Isso. Daqui há uns dois dias vão ter anjos o suficiente pra tirar vocês daqui, mas por enquanto nós temos que mandar informações e ajudar vocês a não ficarem mais fracos. 
Zion- Isso é fácil. Não deixe que nos deem arnica. 
Harry- Eu vou cuidar disso. Eu e o Liam estamos na vigia, vamos tentar não deixar ninguém entrar aqui.- disse me levantando. 
Ercos- Ei! Ainda nãos sabemos o seu nome. 
Harry- Harry. Harry Styles. 
Ercos- Então, Harry.. Me conte, como está a minha filha?- sorri. 
Harry- Ah.. Ela está muito bem! Ela morreu há pouco tempo atrás- disse rindo.- Mas ela é forte e simplesmente "reviveu". Ela também encontrou o "amor da vida" dela. 
Ercos- Eu sei, o Louis. Antigo Tommo. 
Harry- Isso mesmo. 
Ercos- Ela vai vir com os outros?
Harry- É claro que vai. Bom, eu tenho que voltar antes que percebam. 
Ercos- Ok, vai lá. 

Voltei e fiquei lá com o Liam, vendo como aqueles vampiros agiam. 
Agora eu conheço o quão ruim é essa guerra. 


SeuNome Pov's

dois dias depois

Tudo estava pronto para a nossa partida. Bem, quase tudo. Ainda era de manhã e estávamos preparando as nossas coisas e os outros anjos ainda não chegaram. Zayn nos disse que haviam muitos vampiros lá, mas hoje a noite eles iriam sair pra se alimentar. Como são idiotas, não? Mas, contudo, deixarão alguns deles por lá para tomar conta. Uns 30 no máximo. Ótimo. 
Desci já arrumada pois não queria perder tempo com vestimentas. 

Brad- Olha só que mocinha linda- ri. 
Eu- Vocês têm certeza do que vão fazer?
Brad- Mais que absoluta- olhei pra Louis, que estava encarando a mesa. 
Eu- Louis? 
Louis- Sim?
Eu- Está me ouvindo?
Louis- Es..Não.
Eu- Está preocupado com alguma coisa? 
Louis- Estou. Com você. 
Eu- Por que?
Louis- Eu tive uma visão.. Mas não era nada demais. 
Eu- Fala, Louis, por favor. 
Louis- Eu não quero te deixar nervosa. 
Eu- Mais do que eu estou é impossível- Louis puxou uma cadeira pro lado dele e bateu nela, então eu me sentei lá e ele me encarou, dando um suspiro depois. 
Louis- Eu vi você em várias cenas.. Na primeira você estava indo muito bem, estava forte ao extremo, mas na segunda você começou a enfraquecer.. Na terceira estava mais desesperada, não lutando. Nas últimas, você estava chorando. 
Eu- Calma.. Nada disso vai acontecer, ok?- disse passando a mão pelo rosto dele. 
Louis- Eu queria que fosse verdade. Por favor, tome muito cuidado. 
Eu- Eu vou. E você também, não saia de perto do Harry, Zayn e Liam por um segundo sequer. 
Louis- Tudo bem- disse colocando a mão no meu rosto também, me beijando em seguida.- Eu não sei o que aconteceria se eu ficasse sem você- disse com as nossas testas coladas. 
Eu- Nem eu- disse prendendo uma lágrima.- Mas você não vai ficar. Sempre tem um final feliz. 
Louis- Não vivemos em um conto de fadas. 
Eu- Mas em um conto de anjos- disse sorrindo e ele me beijou mais uma vez, só que dessa vez ele deixou uma lágrima cair. Eu sentia que ele sabia de algo a mais, só não queria me contar. Eu respeitava aquilo, mas eu não queria ele preocupado.- Vai dar tudo certo, ok?- disse o selando e o abraçando em seguida.- Você não precisa chorar, eu to aqui- disse acariciando as costas dele.
Louis- É por isso mesmo, SeuNome. Você está aqui e eu posso não estar mais. 
Eu- Do que você está falando?
Louis- De nada, esquece- disse me desabraçando e fingindo um sorriso. Fingi outro de volta e me levantei, fazendo um feitiço para acender a lareira. 
Eu- Estão com frio?- disse colocando madeira dentro da mesma e me sentando no chão, em frente á ela, observando o fogo. Estava tentando entender o que o Louis quis dizer.. Até ontem de noite ele estava bem, bem até demais, e do nada ele fica assim?

horas depois

A campainha tocou e eu fui atender. Já sabia que pessoas me esperavam do lado de fora, mas quando a abri tive uma surpresa. 
Muitos, muitos anjos estavam a minha espera. Deveriam ter uns 100 ali. Eles ocupavam até a rua. 

Eu- Mas.. Meu Deus!- disse sorrindo. 
Louis- Eles cheg..- disse parando de falar. 
Eu- Olha isso, Louis!- disse rindo pra ele. 
Louis- São muitos- disse sorrindo também. 
Lizzie- Temos anjos suficiente aqui, Sra Tomlinson?- disse rindo 
Eu- Lizzie.. Eu não sei nem o que dizer. 
Danny- Cada um de nós voltamos para os nossos lugares de nascença e chamamos o maior número de anjos que conseguimos. Na América do Sul tem tantos que eu até me surpreendi. 
Eu- Eu também me surpreendi, Danny! 
André- Na Alemanha também. Mas o que importa é já temos muito para libertar os outros, então já serão mais para o nosso "exército"- disse rindo. 
Enri- O Videns já tem o endereço?
Louis- Sim. Não é muito longe daqui, mas também nem tão perto.
Eu- Eles vão sair 00:00 pra se alimentar, então vamos sair ás 20:00 daqui para termos tempo o suficiente. Estão todos de acordo?- Ouvi um coro, super engraçado, porém encorajador.- Então está tudo certo.- Disse, não conseguindo conter a minha felicidade. Haviam mais do que eu esperava, tudo iria se acertar daqui há umas horas. Verei o meu pai novamente e salvarei vidas, tirando as de quem tira também. E eu vou conseguir, nem que pra isso eu tenha que sofrer mais do que em 170 anos. 



{...}
Oi, olá!
Como vão?
Eu ando enrolada, eu quase não to postando, né? Escola, meus amores, escola.. 
Tirei 2,0 em matemática pra minha felicidade! Nem tirando 10,0 nessa eu consigo ficar na média, pois a minha média é 7,0. Ou seja, eu me fodi legal. Mas tirando matemática, eu só tiro de 8,0 pra cima em todas as matérias. 
Eu vou avisar que a Maria Elisa saiu do blog por motivos pessoas, então a fic com o Louis está cancelada :'( 
Eu vou ver se coloco outra pessoa no lugar dela. Mas, lembrando que cada postadora só vai postar um imagine, então todas tem chances aqui! 
Eu também não vou postar mais diariamente, infelizmente, mas enquanto eu tiver espremida em matemática nem rola. Vou ver se posto um dia sim um dia não, ou de dois em dois dias, vou ver ainda.
Eu dei muitos spoilers nesse capítulo, se liguem em cada detalhe shbfddgf 
É isso. 
Beijos com glossss <3

6 comentários:

  1. Pelo amor de Deus, o que vai acontecer com o Louis? não nem posso pensar na hipótese de que ele morra novamente!
    o capitulo ta perfeito... me deixou meio apreensiva mais tudo bem!
    continua quando puder... espero que seja logo! :)
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que ele morre ou..?
      Veremos! hahaha beijos <3

      Excluir
  2. Continua amor!!Ta perfeito, não deixa o Louis morrer :c tomará q tenham um final feliz!#Meg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não vou deixar isso acontecer! Bom, pelo menos eu acho..
      Beijos <3

      Excluir
  3. Aaai sem or O.O Você quase me fez roer minhas unhas O.O Por que você e ATY me deixam nervosaaaaaaaaaaaaa (porque as duas sao perfeitas, simples assim)
    Xxx

    ResponderExcluir